Como superei a síndrome de Burnout e me tornei escritora

Como superei a síndrome de Burnout e me tornei escritora

Imagem: acervo pessoal

Nasci no interior de Minas Gerais, numa cidade sem muitos recursos. Ainda pequena, coloquei na cabeça que seria médica. Não sou de família abastada, tampouco de médicos, mas acabei escolhendo essa profissão, ainda menina, por me encantar pela forma como o único médico da cidade atendia e tratava bem as pessoas. Quis ser como ele. Certa vez, ele me disse: você sempre poderá ser o que quiser. Provavelmente, passei por uma transformação naquele dia. Aquele senhor inspirou em mim um dos sentimentos mais belos e poderosos: a esperança. Ainda na adolescência comecei Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!